10.05.2016 Artigo

O seu currículo tem falado bem de você??

O seu currículo tem falado bem de você??

 

 

Diante dessa crise maluca, com a escassez de emprego, tenho recebido muitos currículos, direcionados para várias áreas de trabalho.

Uns muito bem construídos e que dão informações importantes sobre o candidato, causando uma boa primeira impressão, outros nem tanto.  Vendo isso acontecer com frequência, decidi escrever um pouco para auxiliar as pessoas a elaborarem um “currículo que fale bem” dela, deixando-o mais atrativo para o selecionador.

Um bom currículo é objetivo, bem formatado, com informações adequadas ao cargo que o candidato se interessa.

Deve-se colocar a formação, idiomas e cursos mais recentes. Há pessoas que descrevem cursos muito antigos e que algumas vezes, irrelevante para a vaga, exemplo: curso de datilografia.  Evite colocá-los.

Relate também sua área de interesse, por exemplo; interessado na área administrativa, ou interessado em cargo de gerência e supervisão ou também, interessado em estágio em “tal” área.

Outra dica é colocar os dados pessoais, como nome completo, endereço, estado civil, e principalmente telefones e e-mail. Parece engraçado falar sobre isso, mas é muito comum as pessoas colocarem o número de telefone, mas quando o selecionador liga, ninguém atende ou cai na caixa postal (por várias vezes). Entendam por favor, o selecionador, quando decidi ligar para você é porque o seu currículo chamou a atenção de alguma forma, porém, bem provavelmente ele também precise ligar para mais algumas pessoas (aproximadamente mais uns 10 candidatos, dependendo da vaga), e também tem um prazo curto para preencher essa vaga. Muitas vezes quando o candidato não atende o telefone, acaba perdendo uma oportunidade de ser entrevistado. Então fique atendo, seu telefone deverá estar sempre com a bateria carregada, perto de você e se por acaso, um número desconhecido aparecer nas chamadas não atendidas, retorne. Pode ser seu futuro empregador te chamando.

Em caso de e-mail, também é importante ficar muito atento e verificá-lo pelo menos uma vez ao dia. Para otimizar tempo é comum o selecionador entrar em contato com os candidatos selecionados para entrevista por e-mail, informando local e horário para entrevistas.

Mais uma dica importante, é colocar o nome da empresa em que trabalhou, o tempo de serviço em cada um, o cargo e quais as responsabilidades assumidas. Também interessante colocar se houve promoções e quais foram. Isso “fala muito bem sobre o candidato”.

Deixar esses dados incompletos causa uma má impressão sobre o candidato, passando para o selecionador, vários tipos de mensagens obscuras, “nas entrelinhas”.

Então vai lá, revise seu currículo, ele precisa atrair a atenção do selecionador. Se for feito de qualquer jeito, dificilmente você será chamado para uma entrevista, e você não quer isso não é??

 

*Sabrina Rotoli Resina Fernandes.Consultoria em Gestão de Pessoas e Coaching.Psicóloga. Esp. Psicologia Organizacional, MBA Gestão de Pessoas, Certificação Internacional Professional & Self Coaching, pelo Instituto Brasileiro de Coaching, Certificação Internacional Analista Comportamental Assessment, pelo Instituto Brasileiro de Coaching. Parceira do Escritório Resina & Marcon Advogados Associados.

Sabrina Rotoli Resina Fernandes
Equipe de apoio
.